Rondonópolis: Câmara e Assembleia debatem Santa Casa nesta sexta

santa casa paralisacao 15 01 19 1Ocorre hoje (30), a partir das 19 horas, na Câmara Municipal, a audiência pública convocada pela Assembleia Legislativa e a própria Câmara Municipal para discutir a situação da Santa Casa. Como foi antecipado pelo A TRIBUNA, durante o evento o grupo de aliados em defesa da Santa Casa deve abrir os números da entidade e mostrar o que de fato ocasionou essa dívida de mais de R$ 24 milhões a médicos e fornecedores.

A audiência foi requerida pelos vereadores da Comissão de Saúde da Casa de Leis, Fábio Cardozo (PDT), Jailton Dantas (PSDB) e Reginaldo Santos (Cidadania). E, pela Assembleia Legislativa, os deputados estaduais da cidade.

Os números devem ser revelados pela diretoria da Santa Casa e os aliados, liderados pelo Grupo de Mulheres em Prol do Desenvolvimento de Rondonópolis, que lutam para manter as portas do hospital abertas.

De acordo com o grupo, a Santa Casa possui hoje uma equipe técnica que sabe demonstrar toda a situação dos ativos e passivos de forma convincente e clara, inclusive com resultados de auditorias que foram realizadas na instituição.

Para o vereador Fábio Cardozo, autor do pedido da audiência pública junto com a Comissão de Saúde, é preciso promover esforços e unir a classe política para resolver a situação da Santa Casa.

FEX PARA SANTA CASA

O deputado estadual Thiago Silva (MDB), declarou ontem (29) que vem dialogando com o governador Mauro Mendes (DEM) e cobrando recursos estaduais para a área da saúde em Rondonópolis, em especial para a Santa Casa.
De acordo com o deputado, ontem o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou ao governador, à bancada federal e a um grupo de deputados estaduais, que o governo federal irá pagar uma parcela do FEX (Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações) a Mato grosso. Guedes também garantiu ter dado encaminhamento aos trâmites para que o Estado possa efetuar o empréstimo com o Banco Mundial.
“Esta parcela do FEX que o governo federal deve liberar para o Estado, poder chegar à casa de R$ 1 bilhão, deste recurso, 25% serão rateados para os municípios. Esta é uma esperança para que o governo libere este recurso e ele seja aplicado na saúde local e ajude a retirar a Santa Casa do vermelho”, disse Thiago Silva.
Para Thiago Silva, os deputados e o governador saíram da reunião com o presidente Jair Bolsonaro, com duas grandes conquistas. “Garantimos mais um importante passo no processo para a aprovação de um empréstimo, que será fundamental para a recuperação das contas do Estado. A outra grande notícia é que o ministro Paulo Guedes garantiu que será pago uma parcela do FEX, o que ajudará no equilíbrio financeiro de Mato Grosso”, destacou.
 
Por A Tribuna
© Todos os direitos reservados a UCMMAT