Denúncia na Câmara aponta 6 infrações e Thelma pode ser afastada na próxima 2ª

Thelma de Oliveira Foto George Gianni PSDB 1A prefeita de Chapada dos Guimarães Thelma de Oliveira (PSDB) pode ser afastada do cargo e até mesmo ser cassada na próxima segunda (10).  O desfecho desfavorável à tucana depende da Câmara aceitar denúncia formulada contra três munícipes apontando irregularidades graves na gestão, durante a sessão marcada para 19h.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Bozó (MDB), a denúncia por infração político- administrativa abrange seis itens. São eles: atraso no envio dos informes do Aplic para o Tribunal de Contas (TCE), aquisição de materiais com preço superfaturado, descumprimento do prazo para encaminhamento das leis orçamentárias ao Legislativo, aquisição de mudas e árvores que não foram plantadas nos espaços públicos, concessão de verbas de suprimentos de fundos acima dos limites legais e não atendimentos dos pedidos de informações dos vereadores.

Caso a denúncia seja acatada, com maioria simples de seis votos entre os 11 vereadores, Thelma será afastada imediatamente. Em seguida, será instalada comissão processante com três membros para investigação das denúncias, o que pode resultar na cassação da prefeita ao final do processo.

Ao RD News, Bozó afirmou ter recebido a peça no início da semana. Segundo ele, a denúncia foi encaminhada para todos os vereadores e estará apta para votação em plenário na próxima segunda.

“Recebi a denúncia e encaminhei aos vereadores para análise individual de cada um. O recebimento ou não depende da maioria. Vou fazer meu papel de presidente da Câmara colocando em votação. O afastamento ou não será decidido em plenário”, explicou o emedebista.

POR RDnews

© Todos os direitos reservados a UCMMAT