Pedro Taques vai a Brasília para tentar garantir a votação do FEX ainda hoje

O governador Pedro Taques (PSDB), está a caminho de Brasília para tratar pessoalmente com os líderes partidários para que o projeto de lei para autorizar o pagamento de R$ 1,9 bilhão referente ao Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) para Estados e municípios seja aprovado ainda hoje (29) na Câmara Federal.

"Estou indo para Brasília para tratar pessoalmente do FEX e do recurso da Conab. Os deputados estão empenhados e estão ajudando. Acredito que vai votar sim o FEX", disse o governador.

Taques ainda explicou que se reunirá com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE) para garantir que o FEX também seja votado em caráter de urgência no Senado. "Eu vou falar pessoalmente com o senador Eunício Oliveira para que ele possa colocar em regime de urgência a votação do Fex assim que o projeto for votado na Câmara Federal", explicou.

A votação do FEX estava prevista para terça-feira (28), na Câmara. Porém, não entrou em pauta. Mato Grosso receberá aproximadamente R$ 500 milhões, sendo que R$ 100 milhões será para os 141 municípios mato-grossenses.

O chefe do Poder Executio mato-grossense também terá uma agenda com a secretária do Tesouro Nacional (STN), Ana Paula Vescovi.

"Tenho uma agenda com a secretária Ana Paula da STN, onde vamos tratar de dinheiro. Da dívida da Conab e outros investimentos para o Estado de Mato Grosso. Acredito que a agenda será positiva", finalizou Taques.

Atualmente, o governo federal tem uma dívida de mais de R$ 120 milhões que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deve ao estado desde 1985.

A dívida é por conta da comercialização de grãos no Estado, sem o pagamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de produtos retirados de Mato Grosso.

Fonte: Hipernotícias

© Todos os direitos reservados a UCMMAT