-

O vereador Thiago Silva (PMDB) está cobrando, por meio de requerimento que apresentou à Secretaria Municipal de Infraestrutura, que o projeto a ser executado pela Prefeitura na Praça dos Carreiros seja harmônico com as linhas arquitetônicas do local, com bancos ingleses, postes, além de projeto de iluminação, eletrificação, irrigação, paisagismo e drenagem, pavimentação, acessibilidade e pontos de Wi-Fi.

“Vamos trabalhar para que o Poder Público possa reformar, recuperar, revitalizar, embelezar e enriquecer a praça apontada como patrimônio imaterial, que compreende o coreto, fonte luminosa, praça da bandeira, chafariz e pia”, antecipa o parlamentar.

De acordo com Thiago Silva, recentemente a Prefeitura e o Ministério Público do Estado (MPE), por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Rondonópolis, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que a Praça dos Carreiros seja revitalizada. “Entretanto, não foi informado prazo para o início da obra, tampouco o prazo para a entrega da mesma. Informações como o valor total também não foram divulgadas. Vamos continuar cobrando um cronograma e o projeto completo da obra”, reiterou.

O vereador enfatizou ainda a necessidade de espaços de lazer para a população. “A nossa cidade é carente de espaços de lazer e as poucas praças que temos estão destruídas, precisando de reformas e recuperação. A Praça dos Carreiros é um patrimônio histórico da nossa cidade, vamos lutar para resgatar a memória da cidade e disponibilizar novamente este espaço para população”, conclui o vereador.

Fonte: A Tribuna MT

-

A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou por unanimidade, durante sessão plenária desta terça-feira (28), o Plano Plurianual (PPA), com 10 emendas das 12 apresentadas pelos vereadores. O PPA 2018/2021 foi aprovado em primeira e segunda votação e prevê metas anuais totalizando R$ 10 bilhões.

Oito emendas aprovadas foram propostas pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB), sendo que quatro delas foram apresentadas por entidades e subescritas pelo vereador.

Bussiki propôs a criação do programa “Prepara Cuiabá” para qualificar estudantes de escolas públicas para aprovação em vestibulares e no Enem, bem como também oferecer cursinhos para concursos públicos.

O vereador apresentou ainda emendas para criação do programa de combate aos maus-tratos às crianças e adolescentes, de um programa específico para atenção social com idosos que possuem mal de Alzheimer e um programa para desenvolvimento de atividades culturais e religiosas.

Já a Associação Mato-grossense dos Animais (Apam) apresentou duas emendas para fortalecer ações ligadas ao controle de zoonoses de cães e gatos, bem como para que o Município possa firmar parceria público-privada com associações sem fins econômicos para abrigamento e tratamento de cães e gatos.

A Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção apresentou emenda para criar um programa de estruturação de apoio ao grupo de adoção, a fim de fortalecer o trabalho executados com as famílias interessadas em adotar. Além disso, a Associação dos Moto-taxistas apresentou uma emenda para a criação de abrigo para taxistas e moto-taxistas.

 

“Neste ano, estimulamos o controle social, no qual o cidadão pode protocolar suas necessidades e os programas que ele desejava que fosse implantado em Cuiabá. Ficamos satisfeitos que todas as emendas apresentadas pela população tenham sido aprovadas. Isso vai beneficiar e muito a população nos próximos quatro anos”, disse Bussiki.

Também foram aprovados duas emendas do vereador Abilio Junior (PSC) para instituir um programa de saúde nos parques e praças e outro para parcerias com comunidades terapêuticas. A outra emenda apresentada por Abilio para criar um programa que proibe que as festas de carnavais sejam promovidas com recurso público foi retirada de pauta.

Rejeição - Os vereadores rejeitaram apenas uma emenda proposta por Bussiki para a criação de um controle externo na Câmara de Cuiabá. A emenda foi rejeitada por 17 votos, contra seis a favor e uma abstenção.

Votaram a favor da emenda os vereadores Abilio Junior (PSC), Dilemário Alencar (Pros), Toninho de Souza (PSD), Felipe Wellaton (PV), Gilberto Figueiredo (PSB), além do próprio Marcelo Bussiki (PSB). Apenas o vereador Diego Guimarães (PP) se absteve.

A emenda buscava remanejar R$ 262 mil já destinados à Casa de Leis para as ações do controle externo de fiscalizar, nos próximos quatro anos, as atividades financeiras, orçamentárias, patrimoniais e operacionais desenvolvidas pela Prefeitura de Cuiabá. A ideia era permitir a contratação de empresas ou profissionais especializados que auxiliassem tecnicamente as sete comissões já existentes na Câmara de Cuiabá – e seria uma iniciativa inovadora no Legislativo.

Com a rejeição da emenda, de acordo com o vereador Marcelo Bussiki, os parlamentares perderam a oportunidade de realizar uma atividade mais focada nas fiscalizações e não apenas no lado politico do trabalho do vereador. “Não era uma emenda para a fiscalização executada por um determinado vereador, mas que a Câmara pudesse fazer seu planejamento estratégico voltado à fiscalização mais técnica e menos no olhomêtro”, encerrou Bussiki. (KM)

Fonte: GD

-

O vereador Wagner Godoy disse durante sessão da Câmara de Vereadores, que a secretária de Educação de Lucas do Rio Verde, Cleusa De Marco, não estaria interessada em implantar uma unidade da Escola Militar Tiradentes no município em razão de sua preocupação com a ideologia de seu partido, o PT. Godoy foi autor de uma indicação para implantação da escola, já existente em vários municípios mato-grossenses.

Godoy disse que sua proposição foi feita ainda no mês de março e desde então vem acompanhando a tramitação desse projeto com o secretário de Segurança e Trânsito, Alexandre Andrade, participando de ações que colaborassem na implantação da unidade educacional. Ele também cobrou apoio de parlamentares estaduais para que o município fosse contemplado.

“Estamos no meio de duas cidades que já tem. Nova Mutum e Sorriso já têm e nós não podemos ficar pra trás. A gente percebeu que existe um entrave. O prefeito tem a ideia, aparentemente, favorável e na secretaria de Educação ao mesmo tempo não está tendo a mesma fala. Isso não tá legal pra vinda dessa escola militar pro nosso município”, alegou.

Para o vereador, o projeto deveria ser iniciado ainda esse ano em razão do processo eleitoral do próximo ano, o que deve travar projetos como o da escola Tiradentes.

A vereadora Cristiani Dias disse que o colega foi infeliz em sua colocação. Companheira de legenda e de formação profissional de Cleusa De Marco, Cristiani cita que não há entrave para a implantação da unidade educacional militar no município. “Ele foi infeliz quando diz que nós queremos implantar nossa ideologia partidária. Nós não confundimos as coisas, nosso trabalho é uma coisa muito séria, estamos aqui pra trabalhar a favor da população de Lucas do Rio Verde”, contrapôs a vereadora. “Ele foi um tanto quanto exagerado”.

Em relação ao processo de implantação da escola militar, Cristiani afirma que se o vereador buscar o diálogo junto a secretária de Educação vai entender o andamento do projeto. A vereadora informou que o processo está em tramitação e alega que há um impasse quanto a ocupação de espaço pela escola de ensino fundamental e do ensino militar. “É uma discussão que existe desde o ano passado, o município não consegue ofertar vagas a todas essas crianças, todos nós que estamos envolvidos com a educação estamos cientes disso”, argumentou.

Por fim, a vereadora esclareceu que falta a Secretaria de Educação do Estado adequar unidades de ensino para atender a implantação da escola militar e não apenas o interesse do município. “A vinda ou não da escola militar pra Lucas é uma questão de interesse político do Governo do Estado, é investimento estadual, é recurso do governo estadual que precisa ser disponibilizado”, justificou, dizendo que esteve na Seduc em várias ocasiões para buscar informações sobre diversos assuntos, entre eles, o de implantação da unidade militar em Lucas do Rio Verde. “Houve um mal-entendido e ficou muito desagradável”, conclui.

Fonte: MT Agora - Expresso MT

 
 
-
Nesta terça-feira, dia 28 de novembro, o Poder Legislativo realizará a 37ª sessão ordinária da 1ª sessão legislativa da 9ª legislatura com uma ordem do dia que tem projeto de decreto legislativo, quatro moções de congratulações e uma proposta de emenda à Lei Orgânica do município para serem apreciadas em plenário. A sessão ordinária terá início às 09:00 horas no Plenário Arnaldo Corciono da Rocha. Também serão apresentadas indicações feitas pelos vereadores.

O Projeto de Decreto Legislativo nº. 019/2017, de autoria do vereador Mequiel Zacarias Ferreira, concede Título de Cidadão Honorário Alta-florestense ao professor Henrique Lopes do Nascimento.

De autoria do vereador Elói Crestani, a Moção de Congratulações nº 059/2017 homenageia o ciclista José Messias Gomes da Silva pela cicloviagem realizada no período de 21 de agosto a 17 de novembro, de Salvador-BA a Alta Floresta-MT, num total de 5.200 quilômetros.

Apresentada pela vereadora Aparecida Scatambuli Sicuto, a Moção de Congratulações nº 060/2017 homenageia os colaboradores da Casa Lar, Clodoaldo Adamczuk, Francisca Paiva Souza e Lenice Santana Baleeiro, pelos relevantes serviços prestados neste município.

A Moção de Congratulações nº 061/2017, de autoria da vereadora Elisa Gomes Machado homenageia os alunos e orientadores da Escola Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologia (SECITEC), pela participação e premiação na 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e na Maratona do Programa Células Empreendedoras realizadas em 2017.

O vereador Dida Pires irá homenagear os empresários Antônio Moreira de Souza e Francismar Lima de Souza, com a Moção de Congratulações nº 062/2017, pela inauguração das novas instalações da Moreira Magazine ocorrida no último dia 09 de novembro.

Também será apresentada para apreciação em primeiro turno a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 001/2017, que altera o disposto nas alíneas ‘A’, ‘B’ e ‘C’ constantes do inciso 2º do Artigo 59 da Lei Orgânica do município de Alta Floresta. De autoria de todos os vereadores, a proposta visa estabelecer novos prazos ao Executivo para a apresentação à Câmara Municipal dos projetos de leis dos instrumentos de planejamento – PPA, LDO e LOA. Obedecendo ao interstício de 10 dias a proposta será apreciada em segundo turno.
 
Fonte: Assessoria Imprensa
-

A comunicação pública em Mato Grosso será tema de um seminário promovido pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) nesta quinta-feira (30) e sexta-feira (01.12), na sede do Poder Legislativo estadual, com palestras, paineis e workshop, todos gratuitos. As inscrições  estão abertas e podem ser feitas pelo link https://goo.gl/yffvFn.

Voltado aos profissionais de diferentes habilitações e atividades em comunicação, o evento traz para Cuiabá uma proposta de debate sobre o papel das instituições públicas na produção de conteúdo para a sociedade. Este será o primeiro seminário integralmente dedicado à comunicação pública e contará com profissionais com experiência em televisão, rádio, mídias sociais, jornais e sites comerciais e públicos.

A abertura será na quinta-feira (30), com o jornalista, professor associado da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP) e ex-presidente da Radiobrás, Eugênio Bucci.  Autor do livro “Estado de Narciso, a comunicação pública a serviço da vaidade particular”, da editora Companhia das Letras, Eugênio Bucci apresentará a palestra magna "Ética, jornalismo e a comunicação pública do Poder Legislativo".

A programação conta ainda com a apresentação das temáticas “O fotojornalismo e a importância da imagem na comunicação pública”, com a jornalista Simonetta Persichetti; “Redes Sociais no Serviço Público", com o especialista em marketing Marcos Giovanella, e "Uso das Redes Sociais na gestão do mandato legislativo”, com o especialista em marketing Gabriel Rossi. 

Na sexta-feira (01.12), o dia é aberto com um painel com as jornalistas e servidoras da Câmara Federal, Cláudia Lemos e Cristiane Brum Bernardes. À tarde, o painel “O Rádio e a comunicação pública”, será conduzido com o jornalista da Cultura Brasil (AM) e Cultura FM de São Paulo (FM), Alexandre Pereira Tondella, e a jornalista e docente da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sônia Virgínia Moreira. O encerramento será com o jornalista Phelipe Siani, da TV Globo, sobre a nova linguagem do telejornalismo.

A secretária de Comunicação da Assembleia Legislativa, Rosimeire Reis Felfili, destaca que pela primeira vez Mato Grosso terá a comunicação pública como centro de discussões. “Buscamos integrar uma programação que contemple todos os canais de comunicação em que a Assembleia se faz presente para a capacitação dos nossos servidores, mas também para dar a oportunidade  de ampliação do conhecimento aos demais profissionais que atuam no estado”, explica a secretária.

Para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (PPS), a iniciativa é uma oportunidade ímpar aos profissionais da área. “Esperamos que este seminário traga bons frutos aos participantes, diante da sua importância no contexto da administração pública. A Secom está investindo na qualidade da Comunicação da Assembleia Legislativa, com  melhorias no site, na estrutura das equipes, na Rádio e TV. Agora, chegou o momento de investir nos profissionais, por meio de um seminário com renomados palestrantes, a fim de que abordem as tendências do setor. Esperamos que todos  gostem”, destacou o presidente da AL/MT.

Jornalista com nove anos de experiência da Secretaria de Comunicação da Câmara Federal e professora do mestrado em Poder Legislativo do Centro de Formação da Câmara, Cristiane Brum afirma que o grande objetivo de um evento como este é provocar a discussão e promover a reflexão sobre o papel da comunicação. “A comunicação pública assume diferentes formas, mas deve ter como preocupação principal a identificação da audiência enquanto cidadão e promover a formação deste como tal, e não como consumidor”, resume Cristiane Brum.

O 1º Seminário de Comunicação Pública de Mato Grosso será realizado quinta-feira (30.11) e sexta-feira (01.12), de 8h30 às 19h, com abertura no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros e demais programações no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em Cuiabá. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas.  

Confira a programação:

Quinta-feira (30.11)
9h – Palestra magna: "Ética, jornalismo e a comunicação pública do Poder Legislativo", com Eugênio Bucci, ex-presidente da Radiobrás;
14h – Palestra: “O fotojornalismo e a importância da imagem na comunicação pública”, com Simonetta Persichetti, pós-doutora pela ECA/USP;
15h30 – Palestra: “Uso das Redes Sociais na gestão do mandato legislativo”, com Gabriel Rossi, especialista em Marketing e articulista do Estadão e UOL;
17h - Palestra: “Redes Sociais no Serviço Público", com Marcos Giovanella, ex-diretor de Marketing da Prefeitura de Curitiba.

Sexta-feira (01.12)
9h – Painel: “Comunicação pública: desafios e experiências no Poder Legislativo”,  com Cláudia Lemos, TV Câmara, e Cristiane Brum Bernardes, Centro de Formação da Câmara dos Deputados;
14h – Painel: “Rádio e a comunicação pública”, com Alexandre Pereira Tondella, da Rádio Cultura Brasil (AM), e Sônia Virgínia Moreira, professora da UERJ;
17h30 – Workshop: “Novas linguagens do Telejornalismo”, com Phelipe Siani, repórter da TV Globo.

Fonte: ALMT