A justiça manteve a suspensão da tramitação da CPI do Paletó até o julgamento do mérito por força da decisão da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, da 1ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça. A decisão foi divulgada na quarta (11).

Bezerra Ramos decidiu negar recurso impetrado pelo presidente da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros (PV). A decisão da desembargadora corrobora  a do juiz Paulo Márcio Soares de Carvalho, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá.

Ele atendia pedido do vereador Diego Guimarães (PP) questionando a escolha de Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV) como relator e membro da CPI. Para Diego, Malheiros ignorou o Regimento Interno da câmara e suspeitou da prontidão por parte dos vereadores da base aliada em assinar o requerimento de criação da CPI.

Para ele, isso seria uma manobra para serem eles próprios efetivados como membros da CPI e assim miná-la por dentro.

Dentre outros motivos, a desembargadora lembra o fato de o vereador Diego ter participado ativamente da CPI durante 114 dias e só então entrar na Justiça, além de não citar que leis seriam infringidas no corpo do processo.

Fonte: Circuito MT

Comentar


Código de segurança
Atualizar